19 de novembro de 2016

Todos temos direito à paz {Muhammara de pimentos assados e romã}

Nunca em nenhum post referi opções e/ou opiniões políticas. E isso acontece propositadamente. Tenho as minha opiniões, algumas bem vincadas, sei bem distinguir o que considero certo e errado. Tenho uma consciência muito clara do que sinto em relação a determinados assuntos, mas aqui, nestes espaço público de partilha optei por nunca me revelar nesse sentido.

Com isto não quero dizer que hoje vou abrir uma excepção. Não será propriamente isso, até porque o que vos vou falar, para mim, é muito mais uma questão humanitária do que política.


Desde 2011 que a Síria está em guerra civil, tendo sido altamente agravada com o autoproclamado Estado Islâmico desde 2013. Independentemente das nossas opções e opiniões políticas o que este povo tem sofrido vai muito além do que posso e quero imaginar. Quando os meios de comunicação nos mostram bebés e crianças gravemente feridas e/ou mortas dá-me um aperto tão grande no coração; porque são iguais aos nossos filhos. Recordo-me de ver uma criança de quatro anos, completamente sem reacção, cheia de sangue e o jornalista dizia: "esta criança já nasceu em guerra, para ela isto é o dia-a-dia".

Ninguém, mas ninguém devia passar por isto.
E às vezes escondo-me debaixo dos lençóis, com as lágrimas a correr e vou abraçar as minhas filhas rezando para que nunca tenhamos que passar pelo mesmo. Depois penso no que podemos fazer? O que lhes está a acontecer a este povo é de uma brutalidade atroz, e na minha opinião todos temos de fazer alguma coisa. A Unicef revela-nos um estudo verdadeiramente assustador para o que está a acontecer às crianças sírias. Vejam aqui, ajudem se puderem.

Mais uma vez, não costumo fazer este tipo de posts. Ninguém me contratou, nem da Unicef, nem de qualquer outra instituição. Escrevo porque verdadeiramente me aflige esta situação e com a recente votação dos Estados Unidos pressinto que este povo sofrerá ainda mais...

Hoje trago-vos uma receita síria, que normalmente é feita com pimento de Aleppo (a capital síria onde se passam maior parte dos confrontos). Costuma-se dizer que quem gosta de comer é boa pessoa, ora aqui está. Este povo gosta de comer e tem receitas incríveis. Eles só podem ser boas pessoas. ;)














Muhammara

Ingredientes

3 pimentos vermelhos
½ chávena de nozes
½ romã
2 tâmaras Medjool
90g de pão torrado
2 colheres de sopa de azeite extra virgem Oliveira da Serra
½ limão
1 colher de chá de cominhos
½ colher de chá de sementes de cominhos
1 colher de chá de chili
Sal

Preparação

Coloque os pimentos sobre uma chama até queimar bem a pele. Remova-a e coloque os pimentos juntamente com as nozes, os bagos da romã, as tâmaras descaroçadas, o pão, o azeite, os cominhos, o sumo de limão, o sal e os flocos de chilli num robot de cozinha ou num processador e triture tudo até obter uma pasta.
Sirva com um fio de azeite e polvilhe com sementes de cominhos.



1 comentário:

gi disse...

Sendo boa a receita, melhor a partilha de sentimentos (sobre a Síria neste caso)em que (sempre) me comove! Sendo a alimentação um bem fundamental à vida, há que sensibilizar quem por vezes não valoriza o que tem e ignora a fome do vizinho, do pedinte, refugiado... E afinal, tudo é política!

Enviar um comentário