Mostrar mensagens com a etiqueta desabafos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta desabafos. Mostrar todas as mensagens

12 de dezembro de 2016

Um resumo do que temos feito {Clavel's Kitchen on fire!}

Estamos a chegar ao final do ano e o balanço que faço é mais do que positivo. Se há uns meses tinha imenso medo em tomar a decisão mais difícil da minha vida, hoje sei que tomei a decisão mais do que certa. A minha jornada tem sido incrível, sem qualquer sombra dúvida, e seria imensamente mentirosa se não dissesse que não sinto um enorme orgulho naquilo que conquistei este ano.

25 de outubro de 2015

"Comparar é diminuir" {Iogurte com granola, chocolate e framboesas}



Food styling by Maria Midões

Há uns dias fui buscar a minha filha Maria à escola e ela diz-me: "Mamã, quem me dera ser como a Manuela*" Fiquei estupefacta! Perguntei-lhe porque é que ela quereria ser como a amiguinha. Ela respondeu: "Porque ela faz sempre tudo direito. Nunca erra nada, é sempre a melhor. E eu faço tudo mal."

25 de setembro de 2015

Carta às minhas Marias e a todas as mães

Há dias que páro, olho e respiro. Penso que talvez esteja a trabalhar demais. Há dias em que páro, olho, respiro e vejo-vos mais crescidas e pesa-me a consciência: ui, eu não vi como aconteceu estas meias já não servirem. Será que percebi que esta mexa de cabelo tinha crescido assim tanto? Como é possível a Margarida já se levantar, prestei atenção?
Depois... volto a parar, a olhar (para mim) e a respirar fundo: sim, tu viste, sim tu reparaste, descontrai um pouco, tu és boa mãe.

Preciso de repetir isto com alguma frequência.

E, hoje, resolvi partilhar este pensamento convosco, principalmente com as mães, que trabalham arduamente, que mesmo cansadas, exaustas chegam a casa, fazem o jantar, arrumam a casa, passam a ferro, dão banho aos filhos, fazem os trabalhos de casa com eles e que mesmo assim, têm tempo para lhes dar colo, abraçá-los, beijá-los e repetir diariamente, baixinho ao ouvido: "Amo-te, infinito-te, eternizo-te, desde lá embaixo até mais além..."



16 de setembro de 2015

Gins, mulheres e trabalho!



Ser mulher nos dias que correm é muito melhor e bem mais simples que há poucas décadas. A valorização da mulher, trabalhadora, mãe, esposa, etc, ainda está longe do respeito que acho que todas nós mulheres deveríamos ter. Ainda hoje há descriminação em tantos lados, em tanta coisa que me sinto uma constante lutadora. Sim, sou uma feminista. Com isto não quero nunca anunciar que sou "contra" os homens... não! Eu acho que não sou contra nada, sou a favor de tudo: a favor da igualdade, a favor da vida, a favor do direito de escolha, a favor da paz... enfim, tudo uma questão de perspectiva, não?

1 de dezembro de 2014

Bem-vindo Dezembro!

Como ando ansiosa... e agora o mês de Dezembro chegou. Estou prestes a ter a mini 2, como carinhosamente a apelido. É uma Margarida, uma flor que nascerá no mês do frio, do Natal, do Pai Natal ou Menino Jesus. É uma menina jesus que virá preencher os nossos corações, aquecê-los e tornar a nossa família ainda mais completa.

Estes dias têm sido a azáfama normal de quem vai ter um filho(a). Arranjar tudo, preparar todos os pormenores para a chegada da bebé. Desde as malas para a maternidade, como o local de muda fraldas, berço, alcofa, carrinho de passeio, enfim... tudo isso. Como mudei de casa, há muita coisa nova e muitas adaptações a serem feitas, mas também a decoração pode ser toda repensada o que me permite tornar tudo super girly!

Os dias passam a correr, mas ao mesmo tempo parece que nunca mais chega o dia. A minha mobilidade reduz de dia para dia, as noites estão-se a tornar um suplício. As dores na coluna são cada vez piores, as manchas na cara aumentam a olhos vistos e as estrias, bem, as estrias na barriga insistem em querer aparecer, por melhor creme que eu use (já assim foi da Maria).

Este Natal virá ainda com mais magia, será um Natal mais calmo que o habitual, só mesmo com os avós das minis, mas cheio de alegria. A Maria também está ansiosa. Tenho conversado muito com ela. Conto-lhe como foi quando ela nasceu, explico-lhe como vai ser quando a Margarida nascer. Ela insiste: "Quando a mana nascer, vai ser o melhor dia da minha vida!" Ai, Maria, assim o espero! Que sejam muito amigas, companheiras e grandes cúmplices. Hoje, a Maria, disse-me isso com lágrimas nos olhos. Nem queria acreditar quando me disse: "Estou mesmo emocionada, mamã."

Não sei quando voltarei aqui, gostava antes de ter a Margarida de partilhar convosco uma ou duas receitas mais propícias a esta época festiva, mas não consigo prometer-vos. Tenho tentado mostrar o meu dia-a-dia no instagram e no facebook. Quando a Margarida nascer darei notícias, talvez mais rapidamente por lá do que por cá.

Para já ficam os meus sinceros votos de boas festas. E, aproveitem bem esta época para valorizar o que de melhor temos: a família. :)

As minhas sugestões de Natal são:

As melhores rabanadas 
Sonhos recheados com ovos moles
Papos de anjo
Bolo de amêndoa
Coroa de chocolate e avelãs

Ideias para prendas homemade:

Pesto de espinafres
Crocante de chocolate com frutos secos
Bombons de chocolate
Bombons de framboesa
Bombons de limão
Sal aromatizado
Baton de cieiro 


31 de julho de 2014

Um "gritinho" e uma salada de potas e farfalle

Quem me segue por aqui sabe que sou pouco de reclamar das coisas em geral, muito menos da vida. Mas já ando há algum tempo a querer escrever sobre este assunto que me tem deixado inquietada.

27 de maio de 2014

Uns desabafos

Há tempos na vida que são mais complicados que outros. Estou numa fase assim, a minha vida anda numa roda viva. Muita coisa a acontecer ao mesmo tempo e pouco tempo para me dedicar aos prazeres da vida (como o blogue).

27 de fevereiro de 2014

{Vencedores passatempo Clavel's Cook e E-goi e uns desabafos...}

Estou em falta convosco. Vou-vos ser sincera, a minha intenção era de partilhar os vencedores convosco no post das tarteletes, mas tenho andado tão ocupada que há coisas que me escapam.

Tenho a minha vida muito organizada, tudo apontado em notas e calendário. Divindindo-me entre ser mãe, dar aulas e alimentar o blogue. Confesso que me ando a sentir um pouco cansada. Para além disso tenho andado adoentada, e as dores de cabeça não têm dado tréguas. Nada disto é justificação para nada, acho mesmo que temos de cumprir com as nossas responsabilidades e falhei convosco. Fica aqui o meu pedido de desculpas público.

29 de março de 2013

Qual é a vossa tradição de família na Páscoa?







Esta imagem pertence à receita Ninhos de Páscoa ver aqui

Ninhos da Lebre, tradição de família - Páscoa

Somos uma família muito grande, tenho muitos primos, somos 4 irmãos, tenho muitos tios... Somos mesmo muitos. E os nossos pais sempre se juntaram nas grandes festividades. Era sempre uma brincadeira pegada. Era tão divertido. Os primos, os primos dos primos, os irmãos, os tios, as avós, as tias... todos! E, não sei quem inventou a brincadeira, mas desde que me conheço que há a tradição do ninho da lebre da Páscoa. E a história é uma lebre que vem deixar escondidos pelo jardim vários "ninhos", que são compostos por um saco enorme de doces (chocolates, gomas, pastilhas elásticas, rebuçados, amêndoas... enfim, todo o tipo de porcarias que as crianças adoram!), e nós (as crianças) tínhamos de ir à procura dos ninhos. Era uma alegria e uma espécie de caça ao tesouro misturado com uma competição saudável, pois cada um de nós queria ser o primeiro a encontrar. Mas... no entanto quando encontrávamos o ninho a brincadeira acabava, por isso era uma sensação agri-doce... E, agora, sou mãe, é a vez da minha filha ir à caça do ninho da lebre e já se fala nisso há 2/3 semanas, a Maria não se cala. Está excitadíssima! E é tão bom ver que as tradições se mantém e que a alegria é a mesma que eu sentia. Ou melhor, acho que ainda sinto e no fundo até eu quero ir à procura do meu ninho, mas os meus pais já não me deixam... agora já sou grande. Ser grande é uma treta!

Update!

Entretanto soube que esta é uma tradição alemã e que terá vindo para a minha família através de uns amigos alemães do meu avô materno.



Encontrei esta imagem pelo Facebook, não sei a quem pertencem os direitos de autor. Só lhe acrescentei as legendas.