Mostrar mensagens com a etiqueta margarida. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta margarida. Mostrar todas as mensagens

7 de maio de 2017

Carta aberta às minhas filhas {e uma promessa}

Fotografia by Brígida Brito

Maria e Margarida,

Hoje celebra-se o dia da mãe, mas dia da mãe é sempre (desde que vocês apareceram na minha vida). Se há coisa de que me orgulho diariamente; me enche o corpo, a alma e o coração, é o facto de ter duas filhas como vocês. E, quis o universo, o karma, o destino ou Deus que eu tivesse duas filhas meninas, que um dia, possivelmente, também serão mães.

Não sei se me sinto capaz de vos ajudar ou aconselhar a serem mães (quem sou eu?!). Mas de uma coisa tenho a certeza, o meu modelo de mãe é tão grandioso que não tenho sequer hipóteses de conseguir sentir-me equiparada a ela. Sim, estou a falar-vos da Bá (ou da Bázinha, como tu dizes, Margarida!). Sei, também, que o facto de ter uma mãe como a Bá ajuda-me a conseguir ser o melhor todos os dias.

O meu feitio, as minhas ambições e a minha força de vontade fazem com que me meta em mil projectos e, muitas das vezes, tenho muito medo de falhar convosco. Não sou a mãe perfeita, mas tenho aprendido ao longo dos anos que tenho de relativizar e não quero, nem devo, procurar a perfeição. Em primeiro lugar porque ela não existe e em segundo lugar porque não precisamos de ser perfeitas para mostrar amor.

Maria e Margarida, vocês são duas meninas cheias de vida, têm uma luz tão especial, são tão incríveis que até me dói o peito de tanto amor que sinto por vocês. Já me diziam isso, antes de ser mãe, que era um amor que às vezes até dói. E é mesmo verdade. É uma dor boa, mas ao mesmo tempo o medo de que algo vos aconteça faz com que seja tão doloroso.

Há dias em que sinto que o tempo passou a correr, que não tive tempo para fazer uma actividade lúdica convosco, porque a roupa acumulou, porque o jantar atrasou, porque o cliente ligou já muito tarde e eu atrasei no escritório, porque ainda não tinham tomado banho, ou porque hoje era dia ballet e o tempo foi passando e chegam as horas de ir para a cama, olho para trás e não houve um momento em família como nós gostamos. E, por isso, hoje, dia da mãe, decidi escrever esta carta, fazendo-a em tom de promessa. Mesmo passando os dias atolada de trabalho e cheia de tarefas domésticas, e à noite tu Margarida não me deixares dormir, mesmo assim, terei sempre 10 minutos no mínimo para vos ouvir, a cada uma, e podemos fazer o que vocês quiserem. Durante 20 minutos (no mínimo!!!) sou só vossa. Sem computadores, telemóveis, jantares, roupas, etc!

A minha mãe ensinou-me: o que falas, leva o vento as palavras, o que escreves fica gravado para sempre. Escrevo, aqui, publicamente esta promessa, para que fique gravado como se fosse em pedra.

Com muito amor,
Mamã 


20 de dezembro de 2015

Carta à minha Margarida {e um bolo de laranja e limão}

Querida Margarida,

Escrevo-te estas linhas com um dia de atraso.
Ontem fez um ano que recebia o meu segundo maior presente. Vieste iluminar as nossas vidas, a nossa casa. Vieste trazer mais alegria, paixão e amor. O nosso lar ficou ainda mais quente, mais vivo. 

A tua chegada trouxe à tua irmã o sentimento de amor profundo, a noção de partilha, de compaixão e cumplicidade. Quando vos olho, quando vos vejo juntas, o meu coração enche-se de paz e alegria. 

Tens muita sorte, Margarida, porque tens a melhor irmã do mundo. A Maria ama-te com toda a força do seu ser. Está sempre preocupada com o teu bem estar, não se importa que tu lhe estragues os brinquedos porque diz "mamã, ela ainda não percebe!" Está sempre atenta a todas as tuas necessidades e quando te vê chorar fica mais aflita que tu. 

Com um ano tu és uma bebé super divertida, muito simpática, feliz. Adoras cantar e dançar. Gatinhas pela casa inteira, não gostas de andar de vestido porque te prende os movimentos, estragas as roupas todas e adoras bater com coisas. És forte e bruta! Adoras destruir alguma coisa, vê-se no teu olhar a enorme felicidade que isso te traz. E nós sabemos, que vais ser "osso duro de roer". Mas és a mais alegre de todos nós, a mais simpática e sorridente. Eu e o teu pai sentimos que tu vais ajudar a tua irmã a ser menos tímida, e já nos divertimos imenso contigo, nós os 4 juntos já somos imparáveis.

Agora sinto que temos a família completa. 
Obrigada Margarida por estares aqui connosco.
Amamos-te profundamente!

17 de março de 2015

O baptizado e um bolo de citrinos

Este fim-de-semana celebramos o baptizado na nossa mini2, a nossa Margarida. Foi uma cerimónia linda, muito emotiva e com as pessoas que nos são mais queridas. Temos uma família grande e é difícil conseguirmos juntar todos, por isso estes eventos são maravilhosos para conseguirmos isso.

29 de dezembro de 2014

Welcome Margarida ❤

É com enorme alegria e muita emoção que vos apresento a minha nova flor, a minha mini2, a minha Margarida. Foram momentos mágicos, um parto bonito e com uma equipa de excelência. Uma vinda ao mundo cheia de amor, alegria, emoção e muita, muita benção. Bem-vinda Margarida!

1 de dezembro de 2014

Bem-vindo Dezembro!

Como ando ansiosa... e agora o mês de Dezembro chegou. Estou prestes a ter a mini 2, como carinhosamente a apelido. É uma Margarida, uma flor que nascerá no mês do frio, do Natal, do Pai Natal ou Menino Jesus. É uma menina jesus que virá preencher os nossos corações, aquecê-los e tornar a nossa família ainda mais completa.

Estes dias têm sido a azáfama normal de quem vai ter um filho(a). Arranjar tudo, preparar todos os pormenores para a chegada da bebé. Desde as malas para a maternidade, como o local de muda fraldas, berço, alcofa, carrinho de passeio, enfim... tudo isso. Como mudei de casa, há muita coisa nova e muitas adaptações a serem feitas, mas também a decoração pode ser toda repensada o que me permite tornar tudo super girly!

Os dias passam a correr, mas ao mesmo tempo parece que nunca mais chega o dia. A minha mobilidade reduz de dia para dia, as noites estão-se a tornar um suplício. As dores na coluna são cada vez piores, as manchas na cara aumentam a olhos vistos e as estrias, bem, as estrias na barriga insistem em querer aparecer, por melhor creme que eu use (já assim foi da Maria).

Este Natal virá ainda com mais magia, será um Natal mais calmo que o habitual, só mesmo com os avós das minis, mas cheio de alegria. A Maria também está ansiosa. Tenho conversado muito com ela. Conto-lhe como foi quando ela nasceu, explico-lhe como vai ser quando a Margarida nascer. Ela insiste: "Quando a mana nascer, vai ser o melhor dia da minha vida!" Ai, Maria, assim o espero! Que sejam muito amigas, companheiras e grandes cúmplices. Hoje, a Maria, disse-me isso com lágrimas nos olhos. Nem queria acreditar quando me disse: "Estou mesmo emocionada, mamã."

Não sei quando voltarei aqui, gostava antes de ter a Margarida de partilhar convosco uma ou duas receitas mais propícias a esta época festiva, mas não consigo prometer-vos. Tenho tentado mostrar o meu dia-a-dia no instagram e no facebook. Quando a Margarida nascer darei notícias, talvez mais rapidamente por lá do que por cá.

Para já ficam os meus sinceros votos de boas festas. E, aproveitem bem esta época para valorizar o que de melhor temos: a família. :)

As minhas sugestões de Natal são:

As melhores rabanadas 
Sonhos recheados com ovos moles
Papos de anjo
Bolo de amêndoa
Coroa de chocolate e avelãs

Ideias para prendas homemade:

Pesto de espinafres
Crocante de chocolate com frutos secos
Bombons de chocolate
Bombons de framboesa
Bombons de limão
Sal aromatizado
Baton de cieiro