Mostrar mensagens com a etiqueta natal. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta natal. Mostrar todas as mensagens

22 de dezembro de 2016

🎅🏼 Oh oh Oh! Feliz Natal! {Leite creme de coco + vinho quente + rabanadas de chai massala e ainda uma oferta especial}

O mês de Dezembro é sempre um mês complicado para maior parte das famílias portuguesas. Muito atarefado com as compras natalícias, os jantares de natal e a organização das casas para receber os nossos mais queridos.

1 de dezembro de 2015

Hoje este post é para ti.





Hoje este post é para ti.

É para ti, não por pena. É para ti porque te respeito e admiro.
É para ti porque mereces, porque és bom, porque és justo, porque és capaz.

Hoje este post é para ti.

Porque te desejo tudo de bom.
Porque quero que todas as injustiças sejam resolvidas e colocadas no seu sítio.

Hoje este post é para ti, porque te digo ao ouvido: tudo se vai resolver. Abraça a tua família e sorri, a luz brilha no teu caminho, olha-a bem e segue-a, ela te indicará o caminho.

A ti te digo: não tenhas receio. Ouve sempre as tuas palavras, fá-las ouvir ao mundo. As palavras são poderosas, não te deixes vencer pelo medo.

Hoje este post é para ti, para a tua família e para todos nós.
Feliz Natal.

12 de dezembro de 2014

Um tronco de chocolate com um giveaway

Olá! Afinal ainda por cá ando. Apesar de muito pesada, quase a rebolar pela cozinha não podia deixar de fazer esta receita para vocês e dar-vos a oportunidade de vos oferecer esta maravilhosa forma de bolo em forma de tronco. Excelente para esta época, os vossos troncos de natal vão fazer um sucesso.

1 de dezembro de 2014

Bem-vindo Dezembro!

Como ando ansiosa... e agora o mês de Dezembro chegou. Estou prestes a ter a mini 2, como carinhosamente a apelido. É uma Margarida, uma flor que nascerá no mês do frio, do Natal, do Pai Natal ou Menino Jesus. É uma menina jesus que virá preencher os nossos corações, aquecê-los e tornar a nossa família ainda mais completa.

Estes dias têm sido a azáfama normal de quem vai ter um filho(a). Arranjar tudo, preparar todos os pormenores para a chegada da bebé. Desde as malas para a maternidade, como o local de muda fraldas, berço, alcofa, carrinho de passeio, enfim... tudo isso. Como mudei de casa, há muita coisa nova e muitas adaptações a serem feitas, mas também a decoração pode ser toda repensada o que me permite tornar tudo super girly!

Os dias passam a correr, mas ao mesmo tempo parece que nunca mais chega o dia. A minha mobilidade reduz de dia para dia, as noites estão-se a tornar um suplício. As dores na coluna são cada vez piores, as manchas na cara aumentam a olhos vistos e as estrias, bem, as estrias na barriga insistem em querer aparecer, por melhor creme que eu use (já assim foi da Maria).

Este Natal virá ainda com mais magia, será um Natal mais calmo que o habitual, só mesmo com os avós das minis, mas cheio de alegria. A Maria também está ansiosa. Tenho conversado muito com ela. Conto-lhe como foi quando ela nasceu, explico-lhe como vai ser quando a Margarida nascer. Ela insiste: "Quando a mana nascer, vai ser o melhor dia da minha vida!" Ai, Maria, assim o espero! Que sejam muito amigas, companheiras e grandes cúmplices. Hoje, a Maria, disse-me isso com lágrimas nos olhos. Nem queria acreditar quando me disse: "Estou mesmo emocionada, mamã."

Não sei quando voltarei aqui, gostava antes de ter a Margarida de partilhar convosco uma ou duas receitas mais propícias a esta época festiva, mas não consigo prometer-vos. Tenho tentado mostrar o meu dia-a-dia no instagram e no facebook. Quando a Margarida nascer darei notícias, talvez mais rapidamente por lá do que por cá.

Para já ficam os meus sinceros votos de boas festas. E, aproveitem bem esta época para valorizar o que de melhor temos: a família. :)

As minhas sugestões de Natal são:

As melhores rabanadas 
Sonhos recheados com ovos moles
Papos de anjo
Bolo de amêndoa
Coroa de chocolate e avelãs

Ideias para prendas homemade:

Pesto de espinafres
Crocante de chocolate com frutos secos
Bombons de chocolate
Bombons de framboesa
Bombons de limão
Sal aromatizado
Baton de cieiro 


24 de dezembro de 2013

Feliz Natal

É mesmo isso que vos desejo. Um excelente Natal na companhia de quem mais amam.
O nosso Natal tem sido incompleto, pois o meu irmão que anda embarcado pelos navios da Princess, já há 6 anos que não passa o Natal connosco. Não tem o mesmo sabor que antigamente... Mas daqui envio-te, mano lindo, um beijo enorme. E em Janeiro faremos o nosso Natal contigo com direito às rabanadas da mãe e os sonhos recheados da avó Lurdes. Amo-te muito mano!

Mesmo incompleto, adoro celebrar o Natal, pois é mais um motivo para todos nos juntarmos. Sempre fomos uma família muito unida e que adora uma oportunidade para estar toda junta.
Lá vamos nós, saltar as capelinhas todas. Vai ser maravilhoso, como sempre.

Para vocês, meus queridos leitores, muito obrigada por estarem desse lado. Um beijo a todos vocês e que tenham um Natal recheadinho de doces e, principalmente, de abraços e carinhos...

Feliz Natal!

Vejam AQUI as minhas sugestões para o Natal


22 de dezembro de 2013

A mulher da minha vida e as melhores rabanadas

Hoje trago-vos, talvez, o post mais pessoal até agora. O mais intenso e mais emocionante para mim. Não é todos os dias que vos posso apresentar alguém tão especial para mim. Já vos apresentei a Avó Lurdes e os seus maravilhosos sonhos, mas hoje apresento-vos a pessoa que me trouxe ao mundo, a mulher da minha vida. Minha amiga, confidente, companheira... a minha Mãe, a Zelia Clavel!

Quem é a minha mãe? Pergunta difícil de responder sem ficar logo com pele de galinha de tanta emoção que me assola quando vos tento transmitir a fantástica pessoa que ela é. É das pessoas mais incríveis que conheço, talvez a mais generosa, se um dia for metade mãe do que ela é, serei uma excelente mãe. Sim, é verdadeira melhor mãe do mundo. Ok, sou suspeita, sou filha dela. Mas é verdadeiro este meu sentimento. Se tem defeitos? Ui imensos, mas isso ainda a torna mais especial. Acho que o maior defeito dela é não saber dizer Não! "Mãe, podes ficar hoje com a Maria?" "Posso, filha, claro!" "Zelia, podes ir hoje comigo ao médico?" (pergunta um amigo) "Posso querido, claro!" Hummm.... era à mesma hora, e agora? Lá está, não sabe dizer que não, porque no coração dela cabem todos, o problema é quando falamos em horas físicas... eheheh

A minha mãe foi professora. Tantos alunos que ela teve e todos gostavam dela. Muitos deles chamavam-na de segunda mãe. Confesso-vos, eu não gostava nada disso. Ficava totalmente enciumada. Mas quando se tem uma mãe especial temos que aprender a partilhá-la. Todos os dias aprendo com ela. Todos os dias tento chegar-lhe aos calcanhares. É mesmo uma pessoa verdadeiramente grande, com um coração enorme. Perguntem a quem quer que seja que a conheça, dir-lhes-ão o mesmo.

E foi esta pessoa tão especial que me trouxe ao mundo, que sorte tenho, hã? E foi esta pessoa que me educou e me transformou numa pessoa pensante e a tentar ser alguém na vida capaz de ajudar outras pessoas e trazer algo de positivo a este mundo. E, para além disso, foi a minha mãe que me ensinou a cozinhar. A minha mãe cozinha maravilhosamente bem, essencialmente, a cozinha tradicional portuguesa. E quando vivemos em Trás-os-Montes, na vila de S. Martinho de Anta e vivíamos numa quinta, com uma cozinha de pedra com mais de 100 anos, com lareira, potes de 3 pernas, frigideiras de ferro, vocês não imaginam o sabor da comida. A minha mãe, que sempre foi uma mulher da cidade, adaptou-se na íntegra ao espírito do campo. Havia a matança do porco e ela fazia uma alheiras com as senhoras da aldeia... hummmmm.... não vos passa pela cabeça. Eram alheiras, chouriços, presunto, chouriças de banha que eram colocadas num pote em azeite durante semanas. Sempre que fazia uma sopa cortava uma fatia dessa chouriça e era uma explosão de sabores. Para além disso tínhamos uma horta (e que pena tenho de não vos conseguir mostrar um vídeo em que estamos todos na horta... um dia hei-de conseguir recuperar essas pérolas). Era uma horta gigante, que ela cuidava como ninguém. Tínhamos tomates, pimentos, hortaliças, couves, espinafres, uma cerejeira, uma nogueira, oliveiras, maceiras, loureiros... enfim... tanta coisa. Eu era uma criança de 10 anos, há pormenores que me escapam, mas apesar de preferir viver aqui na cidade, esses 4 anos tiveram muita importância na minha formação pessoal. 

Mas hoje trago-vos as rabanadas da minha mãe. Para mim são as melhores do mundo. Claro que neste tipo de receitas cada um de nós tem preferências diferentes, porque nos transporta para a nossa infância e se tiverem a sorte que eu tive, de ter uma infância feliz, estes sabores transportar-vos-ão para esses momentos. Que vos posso dizer mais? Experimentem esta receita e depois digam-me, são ou não as melhores rabanadas?



Rabanadas

Ingredientes (faz cerca de 25):

1 cacete (usamos os fininhos, para ficarem mais pequeninas)
1L de leite meio gordo
6 ovos
Casca de 1 limão
4 paus de canela
950g de açúcar
500g de água
2c. de sopa de canela em pó

Preparação:

Parta o cacete em fatias de 1cm de espessura.
Coloque no fogo um tachinho com 500ml de leite a meio gás, 100g de açúcar, coloque 2 paus de canela e 2 tiras largas de casca de limão. Num prato fundo coloque os ovos batidos. Noutro prato coloque 250g de açúcar com a canela em pó e misture com o garfo.
Numa frigideria, cubra o fundo da mesma com óleo limpo até 1cm de altura (mais ou menos), aqueça-o bem, mas mantenha o lume médio, para que o óleo não queime. Passe as fatias de pão no leite, com a ajuda de uma escumadeira escorra o leite em excesso, passe a fatia pelo ovo batido e leve a fritar no óleo. Quando a fatia estiver bem dourada, retire-a da frigideira e escoe um pouco com uma escumadeira. Coloque no açúcar com a canela e pane-as. Com a ajuda das mãos sacuda o açúcar em excesso e coloque numa taça. Repita todo este processo para todas as fatias de pão. 

Para a calda:
Noutro tachinho à parte prepare a calda, coloque 500g de açúcar, 500ml de água, 2 paus de canela e 2 cascas de limão. Deixe levantar fervura, diminua a temperatura para média e deixe engrossar um pouco, até ponto de fio.

No final coloque a calda por cima das rabanadas. Sirva-as quentes ou frias. Com um chá é o melhor lanche de natal de sempre!


E sabem uma coisa? Ela é uma artista, escreve tão bem... e pelos poemas dela conseguirão "conhecê-la" ainda melhor. Vejam AQUI.

21 de novembro de 2013

Crocante de chocolate com frutos secos

Esta é uma receita super fácil, simples e rápida de fazer. E o sabor é divinal. Ficam com uma barra de chocolate maravilhosa e saudável. É uma óptima sugestão para prendas "homemade" para oferecer este natal. Basta terem criatividade no embrulho que farão as delícias dos grandes e pequenos.
Para além disso o chocolate que utilizei foi o chocolate preto, sem adição de açúcar e com 70% de cacau. É o chocolate que melhor faz à saúde. Há vários estudos que confirmam os vários benefícios de comer chocolate. Sendo que esses benefícios estão intimamente ligados ao seu teor de cacau. Os maiores benefícios estudados e confirmados são a redução de processos inflamatórios, melhorias dos mecanismos antioxidades e diminuição do risco de doenças cardiovasculares. Se no chocolate adicionarmos leite, açúcar, caramelo, etc estão a reduzir à percentagem de cacau, logo estamos a diminuir as vantagens e seus benefícios.
Para além de eu ter usado um chocolate amargo com 70% de cacau, usei frutos secos que eu própria demolhei e os usei totalmente crus. Por isso as vantagens destas barras crocantes são imensas.


Crocante de chocolate com frutos secos

Ingredientes:

6 amêndoas
8 avelãs
10 pistáscios
200g de chocolate negro 70% cacau

Preparação:

Descasque frutos secos e demolhe-os de um dia para o outro. Retire a pele das avelãs e das amêndoas. (Das amêndoas é muito fácil, mas as avelãs é muito difícil, sendo assim pele as que a sua paciência conseguir!) Pique bem os frutos secos.
Derreta o chocolate em banho-maria.
Num tabuleiro coloque papel vegetal e distribua os frutos secos. Por cima verta o chocolate até cobrir os frutos. Deixe arrefecer ao ar ou no frio. Quando o chocolate endurecer o crocante está pronto!




17 de novembro de 2013

Sonhos recheados com ovos moles da Avó Lurdes



Partilho convosco um dos maiores segredos da Avó Lurdes. Os sonhos recheados com ovos moles são mesmo isso: Um sonho! Ela fá-los pequeninos e comem-se de uma vez só. "Como os tremoços", mas muito mais viciantes! Andava há muito tempo para partilhar convosco esta receita, mas não queria fazer como outra qualquer. Não vos quero mostrar sem vos apresentar a doce e querida Avó Lurdes. E estes sonhos foram feitos por ela, pela mão dela. E, têm o privilégio de a conhecer no vídeo que vos apresento abaixo. Confesso-vos, estou emocionada e não estou muito capaz de escrever o que verdadeiramente sinto. Adoro a minha Avó Lurdes e, apesar de não ser avó de sangue, é avó de coração. A minha avó!

Sonhos recheados com ovos moles

Ingredientes:

125g de leite
125g de água
150g de farinha s/ fermento
50g de margarina
1 casca de limão
1 pitada de sal
3 ovos inteiros
Canela em pó q.b.
Açúcar q.b.
Ovos moles *

Preparação tradicional:

Junte todos os ingredientes (excepto os ovos e a farinha) num tacho e leve ao lume até levantar fervura. Remova a casca de limão e junte a farinha e mexa muito bem até cozer. Retire do lume e deixe arrefecer um pouco. Deite os ovos um a um na massa, amassando com as mãos. Estando bem amassada, faça bolinha pequenas (mais ou menos do tamanho de uma avelã). Pode utilizar 2 colherzinhas de chá para ajudar a moldar as bolinhas.
Frite em óleo bem quente.
Retire do óleo e deixe secar em papel absorvente. No final, com a ajuda de uma faca ou tesoura de cozinha, faça um golpe e recheie com os ovos moles.
polvilhe com canela e açúcar em pó.

Preparação bimby:

Coloque todos os ingredientes (excepto os ovos e a farinha) no copo e programe 7min/100ºC/vel.1.
Remova a casca de limão e junte a farinha programando 15seg/vel. 4.
Bata os ovos numa tigela à parte com a ajuda de uma vara de arames.
Programe 2min/vel3,5 e adicione pelo bocal os ovos fazendo um fio.
Repouse durante 5 minutos.
Faça bolinha pequenas (mais ou menos do tamanho de uma avelã). Pode utilizar 2 colherzinhas de chá para ajudar a moldar as bolinhas.
Frite em óleo bem quente.
Retire do óleo e deixe secar em papel absorvente. No final, com a ajuda de uma faca ou tesoura de cozinha, faça um golpe e recheie com os ovos moles.
polvilhe com canela e açúcar em pó.


*Ovos moles

Ingredientes:

125g de açúcar
4 gemas de ovos
Água

Preparação tradicional:

Coloque o açúcar num tacinho e cubra com água. Leve ao lume a ferver até fazer ponto de pérola.
Retire do lume, deixe arrefecer. À parte bata as gemas com a ajuda de uma vara de arames. Quando o açúcar estiver meio arrefecido junte-o às gemas envolvendo muito bem. Leve novamente ao lume até engrossarem.

Preparação bimby:

No copo coloque a água e o açúcar e programe 15min/varoma/vel.2.
À parte bata as gemas com a ajuda de uma vara de arames.
Terminado o tempo não pare as pás e deite em fio na calda de açúcar as gemas batidas. Coloque a borboleta e programe 5min/temp.100º/vel. 2.
Finalizando este tempo volte a programar 1 min a mesma velocidade sem temperatura e sem copo medidor para que arrefeça. 


22 de outubro de 2012

O regresso e uma ideia



Olá a todos,

Durante uns meses estive ausente. Os motivos foram vários, mas principalmente, não consegui ter tempo para o meu hobbie, para partilhar convosco as minhas receitas. Cozinhar, cozinho sempre, mas toda a logística a que obriga à partilha não houve tempo.
Mas estou de volta e cheia de energia. Já organizei este ano lectivo, está tudo encaminhado para que possa ter tempo de novo para este meu projecto especial que tanto adoro.


Hoje, para festejar o meu regresso, sugiro uma ideia de presente de natal. Poderá ser, também, uma oferta para festas de aniversário. Esta que aqui está foram umas ofertas que fiz para a minha querida prima Carla que queria algo doce para os pequenos convidados do seu casamento.

Como fazer?

É super simples, basta comprarem os frasquinhos (eu encontrei numa casa especializada em bolos, mas também há à venda nas lojas de chineses) e encherem-nos de pintarolas das pequeninas. Decorem com uma fita à vossa escolha e aqui têm um presente original, fácil e barato.

Este ano o natal, mesmo com pouco dinheiro, pode ser mágico. Temos é de ter muita imaginação e criatividade.