Mostrar mensagens com a etiqueta post patrocinado. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta post patrocinado. Mostrar todas as mensagens

5 de junho de 2017

Larica Food Congress {Evento a não perder!}

É com imensa honra que vou fazer parte deste evento. Vai ser já no dia 13 de Junho, na Escola de Hotelaria e Turismo do Porto. Aqui vamos discutir o Futuro da Gastronomia nacional e vão estar presentes nomes extraordinários como Leonardo Pereira, Chef de Raiz, Vasco Coelho Santos, do Euskalduna Studio, Pedro Pena Bastos, do Esporão, ou Américo dos Santos, chef Pasteleiro do Belcanto. 

Podem inscrever-se, tem um custo simbólico de 5€. 
Vejam tudo AQUI.


11 de novembro de 2016

Um pedaço de amor numa tosta {Tostas de abacate com azeite}

Ser-se o melhor do mundo tem muito que se lhe diga. Confesso que isto de catalogar as coisas com o ser-se melhor ou pior foi sempre algo que me deixou apreensiva, mas como em tudo na vida tem de haver uma escala para sabermos o que de melhor se faz por aí. E este azeite é, sem dúvida, divinal!

Pelo terceiro ano consecutivo o azeite Oliveira da Serra ganhou a distinção da Medalha de Ouro na categoria de Frutado Verde Ligeiro, da competição mais prestigiada a nível internacional – o Mario Solinas Quality Award.

Ter uma garrafa deste azeite incrível é realmente um privilégio muito grande e por isso não poderia deixar de vos mostrar uma sugestão para um brunch demorado com os vossos "mais que tudo".

Como em tudo na vida o que é bom é para se usufruir com quem mais amamos. Não sou daquelas pessoas que deixa o melhor vinho, ou melhor azeite no caso, guardado para uma ocasião muito especial. Acredito que as ocasiões especiais podemos fazê-las quantas vezes quisermos. por isso optei por criar este brunch, para mim e para o Miguel, temperado com o melhor azeite do mundo. Vejam bem como com pequenas coisas podemos mostrar o nosso amor por alguém.


Tostas de abacate com azeite

Ingredientes:

Pão de centeio torrado
1 abacate
1 colher de sopa de tomate seco picado
Chilli q.b.
Sumo de 1/4 de limão
Flor de sal q.b.
Pimenta preta q.b.
Azeite Oliveira da Serra

Preparação:

Abra o abacate a meio e parta-o em fatias finais.
Coloque o abacate em cima das tostas.
Tempere com a flor de sal e a pimenta preta.
Regue com o sumo do limão.
Polvilhe o tomate seco e a chilli.
regue generosamente com um fio de azeite.

Sirva acompanhado de ovos estrelados em cima das tostas e umas panquecas para "sobremesa".



16 de agosto de 2016

Expectativa vs Realidade {Manteiga de Pistácio}


Tenho andado ausente. É um facto. Ausente do blogue, das redes sociais. Envolta em imenso trabalho e com as filhas de férias o que complica ainda mais a gestão do meu tempo.

Faço planos na minha cabeça e, às vezes, no papel também. A lista interminável de tarefas a cumprir e terminar o dia de trabalho antes das 16h para poder fazer actividades de férias com as filhotas.  O que é certo é que não tenho conseguido cumprir. Nesse momento recordo-me do que uma tia minha me disse há muitos anos: "Nunca deixes o trabalho interferir com o tempo de qualidade com as tuas filhas. É a única coisa que me arrependo na vida." Claro que depois vim a saber que é, também, uma percepção dela, pois as filhas não têm de todo essa recordação da mãe. Talvez, também ela, esteja a ser demasiado dura com ela própria...

O que é certo é que tenho andado a lutar com as expectativas que crio versus a realidade. Acho que o problema principal é esse. Se pensar bem, suponho que consigo resumir todos os meus problemas nisto. Sempre que me envolvo em algo, ou nos meus problemas emocionais, ou no meu próprio trabalho, o que me leva ao desespero são as minhas expectativas saírem defraudadas. Andei assim durante duas ou três semanas, a tentar compor, arranjar forma de fazer tudo e cumprir com todas as minhas tarefas e superar as minhas expectativas. Sempre que não as conseguia superar o sentimento era de desolação, tristeza e desilusão. Até que percebi que não poderia continuar assim. Estava a entrar num ciclo vicioso do qual seria complicado sair.

27 de julho de 2016

A saúde da alma {Crocante de amendoim com chocolate}

Muito se fala de alimentação saudável. Dos perigos do açúcar, do sal, das gorduras, dos peixes, das carnes, das hormonas, etc…

Nunca em altura alguma se falou tanto de uma alimentação saudável, e ainda bem! Mas como em tudo na vida é importante encontrar o equilíbrio, o razoável, a calma e a tranquilidade. Sempre me assustou quando as pessoas aderem a fundamentalismos, a fanatismos e se tornam obsessivas e obcecadas. Quando passam a viver só para a leitura dos rótulos, do medo pela farinha de trigo, pelo glúten, pelo açúcar começam a assustar-me. Vejo tanta gente à minha volta assim, de tal forma que dizer que comi um arroz de marisco é quase um pecado, pois, imaginem só, era com arroz branco! Desculpem-me, meus queridos, acabei de pecar.

24 de março de 2016

Quando a vida te vira do avesso {Panquecas de ervilha com salmão fumado e ovinhos de codorniz}

"E se de repente a vida te vira do avesso? 
E tu descobres que o avesso, é o seu lado certo?" *

Pois é, a vida tem destas partidas. Tudo aquilo que muitas vezes achávamos ser o certo, o caminho a seguir, a via correcta para chegarmos mais longe, de repente, no nosso caminho aparece uma pedra, ou uma árvore caída que nos faz afastar do caminho original. E, às vezes, esses atalhos que escolhemos revelam-se totalmente encantadores, apaixonantes e percebemos que era esse o caminho principal, mesmo que durante várias vezes tenhamos resistido.

3 de agosto de 2015

O sofisticado Vinagre de Espumante Gallo numa panacotta de baunilha e morango

Em Junho tive um desafio incrível. Fui desafiada pela Gallo a fazer uma receita com um dos novos vinagres da marca. A mim calhou-me, talvez, o vinagre mais desafiante de todos, de toda a gama seria o que eu mais desejaria, pois iria ser um verdadeiro desafio.

O vinagre foi o de espumante. Quando recebi em casa estava ansiosíssima por experimentá-lo. É um vinagre bem ácido, bem forte. Comecei a imaginar as potenciais receitas e misturas possíveis. O agridoce com este vinagre iria funcionar com toda a certeza. Pensei em fazer algo romântico, uma receita que fosse buscar a sofisticação do espumante, mas que conseguisse despertar as papilas gustativas de tal forma que conseguisse explodir como pequenos fogos de artifício dentro da boca.


Esta receita surgiu depois de muitos testes, de várias combinações prováveis e outras mais improváveis. Não saiu bem à primeira, nem à segunda... enfim, fi-la algumas vezes até chegar a este resultado. Acho que foi a melhor sobremesa criada por mim. Ficou mesmo como eu imaginei no início. Uma textura cremosa e consistente, que contrasta com a textura escorregadia do molho.
Os sabores ácidos e doces, a baunilha que nos envolve o sabor aveludado e o vinagre de espumante que nos desperta e abre as papilas gustativas, com o seu sabor mais acre, conseguindo sentir dentro da nossa boca os vários sabores e texturas.


Estes sabores fizeram toda a diferença tornando esta sobremesa no doce ideal para oferecer num jantar romântico.
Acompanhado com um brinde um bom espumante e com a mesa decorada com pétalas de rosa, tenho a certeza de que terão um dia/noite inesquecível.


Poderão ver no site da Gallo a receita. Têm também em vídeo a receita a ser confeccionada e todos os seus segredos.
Espero que esta panacotta vos faça despertar a explosão de sabores que realçam a vida.

16 de julho de 2015

Gelados de mirtilo e leite evaporado - Nestlé

Cá em casa todos adoramos um bom gelado. É das melhores sobremesas que posso oferecer e quando consigo fazer um gelado em que a palavra pecado fica completamente descartada é ainda mais gratificante.